A Rússia já havia reduzido consideravelmente os voos internacionais, que só eram permitidos a partir e com destino a Moscou.

Mulher na Praça Vermelha em Moscou, em 25 de março de 2020 Alexander Nemenov / Afp A Rússia suspenderá todos os voos internacionais a partir de sexta-feira (27) à meia-noite (18h de Brasília, quinta-feira), de acordo com um decreto publicado pelo governo que inclui novas medidas contra o coronavírus. O decreto vale para todos os voos com pouso e decolagem previstos para o território russo, com exceção dos aviões especiais fretados para repatriar cidadãos russos bloqueados no exterior. Coronavírus: consumidores poderão remarcar voos sem custo adicional A Rússia já havia reduzido consideravelmente os voos internacionais, que só eram permitidos a partir e com destino a Moscou, todos operados pela companhia nacional Aeroflot. O país registra oficialmente 658 casos de coronavírus e anunciou na quarta-feira que dois pacientes, de 73 e 88 anos morreram, sem relatar um vínculo direto com a Covid-19. Na quarta-feira, o presidente Vladimir Putin aconselhou aos russos que permaneçam em casa - mas sem uma ordem direta -, decretou uma semana de licença de trabalho e adiou a votação do plebiscito sobre a reforma constitucional, tudo com o objetivo de frear a pandemia. Em um discurso exibido na TV, o presidente anunciou uma série medidas de apoio ao poder aquisitivo da população e às empresas ante a crise econômica provocada pela pandemia. Initial plugin text